segunda-feira, 5 de março de 2012

O mundo todo para te deitar

nas minhas reais ficções,
sou a projecção verbal do que nem me atrevo a pensar
e enumero
as vezes em que me fingi idiota (era prático e seguro
as cicatrizes acima do tornozelo (chamo-lhes jonas
os sulcos no rosto com o teu nome (dão para plantar oásis
os beijos que me recusaste (retalho-os inteiramente, humanos
os medos atirados para um canto (indiferentes às fotografias.
entro na mesquita como quem vai à discoteca
todas as semanas sem pagar bilhete
nem sequer o consumo mínimo,
e desenlaço um deserto por altar
e estendo tapetes para os joelhos.
e tenho o mundo todo para te deitar
enquanto a água me abençoa o corpo em obras permanentes,
fechado de novo como quando
não me vias.
e digo, não há bairro
alto como esse onde fomos iguais
ao que éramos antes do tejo desaguar no bósforo, dizes tu
(e ignoras o teu amigo de turbante,
cachimbo aceso ao espelho e o coração a transbordar
do copo (como se o amor não coubesse num só mergulho.

1 comentário:

Anónimo disse...

Mayhap this is paгtly rеsponѕible for the еxpensive buіlding
blocκ, it's a TENS pain in the neck backup man- a gimmick that's desіgned to ѕtοp the
phуsіcal structure's pain sensation signals standard by the encephalon to variety how it perceives the aesthesis. In conclusion, many users love the restful rub down that it provides, and how does it work on?

Visit my web blog ... aurawave
my website > endurance therapeutics aurawave